MINISTÉRIO FAMÍLIA - CEI ARARUAMA

Resgatando o valor da Família... Sejam bemvindos!

PACIÊNCIA, VOCÊ AINDA TEM?

Família e graça Hoje recebi um e-mail com uma reflexão do Arnaldo Jabor que me fez repensar o meu grau de paciência. Se você conseguir ler até o fim, vai fazer bem para a sua alma.




por Arnaldo Jabor



O mais difícil é ajudar em silêncio, amar sem crítica, dar sem pedir,

entender sem reclamar...

A aquisição mais difícil para nós todos chama-se paciência.

Ah! Se vendessem paciência nas farmácias e supermercados... Muita gente

iria gastar boa parte do salário nessa mercadoria tão rara hoje em dia.

Por muito pouco a madame que parece uma 'lady' solta palavrões e berros

que lembram as antigas 'trabalhadoras do cais'...

E o bem comportado executivo? O 'cavalheiro' se transforma numa 'besta

selvagem' no trânsito que ele mesmo ajuda a tumultuar...

Os filhos atrapalham, os idosos incomodam, a voz da vizinha é um

tormento, o jeito do chefe é demais para sua cabeça, a esposa virou uma

chata, o marido uma 'mala sem alça'.

Aquela velha amiga uma 'alça sem mala', o emprego uma tortura, a escola

uma chatice.

O cinema se arrasta, o teatro nem pensar, até o passeio virou novela.

Outro dia, vi um jovem reclamando que o banco dele pela internet estava

demorando a dar o saldo, eu me lembrei da fila dos bancos e balancei a

cabeça, inconformado...

Vi uma moça abrindo um e-mail com um texto maravilhoso e ela deletou sem

sequer ler o título, dizendo que era longo demais.

Pobres de nós, meninos e meninas sem paciência, sem tempo para a vida,

sem tempo para Deus.

A paciência está em falta no mercado, e pelo jeito, a paciência

sintética dos calmantes está cada vez mais em alta.

Pergunte para alguém, que você saiba que é 'ansioso demais' onde ele

quer chegar?

Qual é a finalidade de sua vida?

Surpreenda-se com a falta de metas, com o vago de sua resposta.

E você?

Onde você quer chegar? Está correndo tanto para quê? Por quem?

Seu coração vai agüentar?

Se você morrer hoje de infarto agudo do miocárdio o mundo vai parar?

A empresa que você trabalha vai acabar?

As pessoas que você ama vão parar?

Será que você conseguiu ler até aqui?

Respire... Acalme-se...

O mundo está apenas na sua primeira volta e, com certeza, no final do

dia vai completar o seu giro ao redor do sol, com ou sem a sua

paciência....

A sensatez de Herbert Viana

Canção para refletir:


Pelo amor de Deus, eu não quero usar nada nem ninguém, nem falar do que não sei,



nem procurar culpados, nem acusar ou apontar pessoas,


mas ninguém está percebendo que toda essa busca insana pela estética ideal é muito menos lipo-as e muito mais piração?


Uma coisa é saúde outra é obsessão.


O mundo pirou, enlouqueceu.


Hoje, Deus é a auto-imagem. Religião é dieta.


Fé, só na estética. Ritual é malhação.


Amor é cafona, sinceridade é careta, pudor é ridículo,sentimento é bobagem.


Gordura é pecado mortal. Ruga é contravenção.


Roubar pode, envelhecer não. Estria é caso de polícia. Celulite é falta de educação.


'Canalha' bem sucedido é exemplo de sucesso.


A máxima moderna é uma só: pagando bem, que mal tem?


A sociedade consumidora, a que tem dinheiro, a que produz,


não pensa em mais nada além da imagem, imagem, imagem.


Imagem, estética, medidas, beleza. Nada mais importa.


Não importam os sentimentos, não importa a cultura, a sabedoria, o relacionamento, a amizade, a ajuda, nada mais importa.


Não importa o outro, o coletivo.


Jovens não tem mais fé, nem idealismo, nem posição política.


Adultos perdem o senso em busca da juventude fabricada.


Ok, eu também quero me sentir bem, quero caber nas roupas, quero ficar legal, quero caminhar correr, viver muito, ter uma aparência legal mas…


Uma sociedade de adolescentes anoréxicas e bulímicas, de jovens lipoaspirados, turbinados aos vinte anos não é natural. Não é, não pode ser.


Que as pessoas discutam o assunto. Que alguém acorde. Que o mundo mude. Que eu me acalme. Que o amor sobreviva.


‘ Cuide bem do seu amor, seja ele quem for ‘

Site da família

Olá, pessoal!
Hoje estou meio atarefada... não deu para pensar em muita coisa para escrever. Mas descobrí um site MUITO interessante sobre família. Dá só uma olhada!Vale á pena!
No amor do Cordeiro, sempre, MFCEIA.

http://www.clickfamilia.org.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?tpl=home

VOCÊ E SUA FAMÍLIA NÃO PODEM FICAR DE FORA!

Nosso I Congresso de Família 

Mentiras e Verdades sobre o casamento

01


Mentira: Casamento é um contrato.


Verdade: Casamento é uma aliança criada por Deus.






02


Mentira: Eu amo você, não sua família!


Verdade: Você não casou somente com seu cônjuge; ganhou o pacote completo.






03


Mentira: Eu posso trocar meu cônjuge.


Verdade: Você pode trocar de parceiro somente na dança.






04


Mentira: Nós somos diferentes demais.


Verdade: Incompatibilidade ou diferenças não matam um relacionamento.


Como você lida com as diferenças do outro é o que conta.






05


Mentira: Eu perdi aquele amor por você, e assim vai...


Verdade: Aquele amor por você pode ser restaurado.






06


Mentira: Um casamento mais tradicional poderá salvar-nos.


Verdade: A intenção de Deus é gerar a unidade de uma só carne.






07


Mentira: Não posso mudar – sou assim mesmo; é pegar ou largar.


Verdade: Eu posso mudar, mas isso requer desejo, obediência e força.






08


Mentira: Tem sido apenas um caso. Vamos nos divorciar.


Verdade: Casos são sérios e prejudiciais, mas nada além da restauração e da reconciliação.






09


Mentira: Não importa o que eu faço; Deus me perdoa.


Verdade: Receba a graça de Deus com o coração arrependido.






10


Mentira: Está tudo acabado. Nada pode mudar esse relacionamento.


Verdade: Nunca é tarde demais, porque para Deus tudo é possível.




Extraído e adaptado de Divorce Proofing Your Marriage.

NOSSO CASAMENTO....

Nosso casamento pode melhorar, pode crescer, mas não podemos esquecer que o casamento é feito de detalhes. “Não devemos, ao pensar em como fazer grande diferença, ignorar as pequenas coisas diárias que podem, com o passar do tempo, resultar em grandes diferenças que freqüentemente não conseguimos antever”.



Separem tempo para se tocarem diariamente. Carinho e carícias fazem bem à saúde física e emocional. Se abracem. Andem de mãos dadas. Descubram coisas que os façam rir juntos. Rir aproxima as pessoas. Quanto mais vocês rirem juntos, mais se amarão. Um casamento sem senso de humor, é como uma carroça sem molas: sacudida por cada pedrinha da estrada. Estabeleçam metas conjugais e as persigam. Deus nos ajude. Amém.



Dicas de livros

Click no link e confira:
http://www.editoracristaevangelica.com.br/categoria.asp?IDcategorias=6

1.E EU COM ISSO?
Oportunidades de Deus para crescer através da vida em família, na escola, na igreja e na sociedade.
2.VERDADE OU MENTIRA?
Doutrina de anjos, pecado, práticas ocultistas, livre arbítrio, vitória de Cristo e julgamento.
3.UMA NOVA IDENTIDADE
Como construir a identidade cristã seguindo o exemplo de Cristo e as Bem-aventuranças.
E muito mais.........

SEJA BEM VINDO PR. JAIRO MONTEIRO - O CEI Araruama recebe seu novo líder com grande alegria!

Com grande carinho, o Ministério família do CEI Araruama, recebe e regozija-se com esta mudança e sabemos, sem dúvida, que o Pr. Jairo foi comissionado por Deus para estar conosco neste grande desafio!
Em nosso coração surge então, como uma alegoria, a figura de Josué...




a) Josué servo ou discípulo de Moisés (v.1). Antes servira a Moisés com fidelidade (Êx 24.13; 33.11), agora é o momento de ser elevado à categoria de ‘ebed Yahweh. Josué não será mais conhecido como mešārēt Mōsheh, isto é, o “servidor de Moisés”, mas 'ebed Yahweh'. Há uma estreita relação entre os termos’ebed e mešārēt, mas nestes versículos são usados para distinguir o relacionamento de Josué com Moisés e de Moisés com o Senhor Deus.

O susbtantivo 'ebed' sobrepõe-se ao termo mešārēt não tanto pelo seu valor semântico, mas pelo sentido lírico que o literato dá ao vocábulo. O relacionamento de Josué para com Moisés não é semelhante ao relacionamento de Moisés com Deus. Somente depois de tornar-se ‘ebed Yahweh é que Josué estaria apto para atravessar o rio Jordão com todo o povo de Israel. Primeiro, a comissão, depois a missão. Infelizmente, alguns querem executar a missão sem primeiro serem comissionado por Deus.

b) Josué é o novo profeta de Israel – o Senhor fala a Josué, assim como falava com Moisés. Na condição de “servo de Deus”, no lugar de Moisés, Josué também assume a responsabilidade de ouvir a vontade de Deus e transmiti-la ao povo de Israel, na qualidade de servo e na condição de profeta de Deus. Assim, Josué à semelhança de Moisés, recebe do Senhor graça e misericórdia para estar diante do Eterno. Esta nova posição não era apenas natural diante de todo o povo, mas também espiritual, diante do próprio Deus. Se esta é a condição do ‘ebed, imagine a grandeza daqueles que em vez de δούλος (doulos), servos, escravos, são chamados de φίλους (philos), amigos íntimos (Jo 15.15). Josué foi alçado ao nível da intimidade.



Nesta vocação Deus anima a Josué para a árdua tarefa de conduzir o povo à conquista de Canaã, “dispõe-te”, do hebraico qûm, literalmente quer dizer “ergue-te”, “fique em pé”. Embora não esteja explícita a forma como Deus falou com Josué... Todavia, o imperativo categórico pode ser entendido tanto como uma ordem expressa para “levantar” o acampamento rumo à Canaã, como também referir-se à postura física de Josué. Prefiro entender uma relação estreita entre essas duas possibilidades, como um oráculo por ação: levantando-se Josué, o povo “levanta” o acampamento e segue sua marcha triunfante, como ocorre em 3.1: “Levantou-se, pois, Josué de madrugada, e partiram de Sitim”. O versículo 2 parece corroborar com nossa interpretação: “passa este Jordão, tu e todo este povo”.Talvez Josué estava prostrado no momento em que o Senhor falava com ele. O mesmo vocábulo é usado na forma imperativa em 3.6 “levantai a arca”. Josué recebeu sua vocação e missão no instante em que estava prostrado diante do Senhor. Prostrado diante do Senhor é a melhor posição para marchar e seguir em frente.



É nesta simples, mas significativa posição, que o Senhor faz promessas ao seu ‘ebed: “Todo lugar que pisar a plante do vosso pé, vo-lo tenho dado” (v;4). Aqui, o sentido do hebraísmo 'pé', como ocorre em muitas outras passagens, é de posse, de vitória.



Por esta razão: “Ninguém te poderá resistir” (v.5). No original, “resistir” é yātsab, ou seja, “posicionar-se contra”; “ficar oposto a”, por extensão, “opor-se”, “oprimir”. Em Números 22.22, o termo é usado para descrever o Anjo do Senhor que se “pôs no caminho contra Balaão”, ou como em 1 Samuel 17.16, a atitude soberba e presunçosa de Golias que se colocava contra o exército de Israel. Nenhum inimigo canaanita permaneceria diante de Josué e seu exército.

Aos ouvidos do grande líder, a promessa divina soava como uma sinfonia beethoviana: “Não te deixarei”. Do hebraico rāpâ, o verbo “deixar” é ipsis verbis “afundar”, “deixar cair”, “desanimar”. Enquanto Josué se erguia, o Eterno lhe falava: “Não te deixarei afundar, desanimar, cair”. A Septuaginta (LXX) traduziu a expressão por “Eu não te deixarei em apuros”. “Nem te desampararei”, do hebraico ‘āzab, “desamparar” é “abandonar”, “deixar desolado”.



O verbo hebraico no grau ativo atesta a segurança com a qual o Senhor falava e Josué ouvia. Deus jamais o abandonaria; Josué jamais estaria desolado. Apesar da incompreensão do povo, o Senhor estaria com ele em todas as horas e momentos. Mas a promessa de Deus ao líder também exige força, determinação e vontade: “Sê forte” (v.6). No hebraico, chāzāq além do sentido de “forte” quer dizer “esforçar-se”, como em 23.6, mas também “endurecido”, “severo”. Provavelmente a referência é a “ser forte em combate”, “demonstrar coragem”, enquanto o coração de outros se derretem, portanto, “Sê forte e inflexível”.


... QUEM ESTÁ NO MESMO ESPÍRITO VERÁ ESTA MUDANÇA DESTA FORMA E ENTENDERÁ O PROPÓSITO!
MAIS UMA VEZ: SEJA BEM VINDO, PR. JAIRO,'EBED' DE DEUS!

Crescendo com os filhos...

http://www.newcanaanumc.com/curso_educando_filhos.html

Em poucas palavras daremos uma série de tarefas que contribuem para o desenvolvimento em vários níveis de idade...

na primeira infância a criança:
1. aprende a andar
2. Aprende a comer alimentos sólidos
3.Aprende a falar
4. Aprende a controlar a eliminação dps resíduos corporais
5. Aprende as diferanças sexuais e o recato sexual
6. A conquista da estabilidade fisiológica
7. A formação de conceitos simples sobre a realidade social e física
8.Aprende a se relacionar emocionalmente com os pais e outras pessoas.
9.Aprende a distinguir o certo do errado e desenvolver o senso moral.

na segunda infência (6 a 12 anos):
1.Aprende habilidades físicas necessárias aos jogos mais comuns
2.A formação de atitudes saudáveis para consigo mesmo como um organismo em crescimento.
3.Aprende a conviver com outros da mesma idade
4.Aprende a comportar-se como meninos ou meninas
5.Desenvolve habilidades essenciais em leitura, escrita e cálculo
6. Desenvolve conceitos necessários ao viver diário
7. Desenvolve a consciência, a moral e uma escala de valores.

Adolescência (12 aos 18 anos):
1. Aceita o próprio corpo e suas funções: masculinas ou femininas
2. Desenvolvem novos relacionamento com outros da mesma idade de ambos os sexos
3. Torna-se emocionalmente independente dos pais e de outros adultos
4. Conquista a independência econômica
5. Realiza seleção e preparo para o trabalho
6. Desenvolve conceitos e habilidades intelectuais necessários ao cumprimento do dever social e cívico
7. Deseja e alcança comportamento social e responsável
8. Se prepara para o casamento e a vida em família

Maioridade (18 aos 30 anos)
1. Seleciona um (a) companheiro (a)
2. Aprende a viver com um cônjuge
3. Inicia a formação familiar
4. Cria filhos
5. Dirige o lar
6. Assume responsabilidades cívicas
7. Descobre um grupo social do seu tipo.
8. Estabelece e mantem um padrão econômico de vida
9. Ajuda os filhos adolescentes a se tornarem adultos responsáveis e felizes
10. Volta a função de casal quando o ninho fica vazio
11. Ajusta-se às mudanças fisiológicas da idade madura
12. Ajusta-se aos pais envelhecidos

Maturidade Posterior
1.Ajusta-se ao declínio da força física e da saúde
2. Ajusta-se à aposentadoria e à renda reduzida
3. Ajusta-se à morte do cônjuge
4. Procura um grupo ativo da mesma idade
5. Toma providências para uma vida satisfatória

DESAFIO: Incluímos as fases do casamento e uma lista de tarefas que contribuem para o desenvolvimento, a fim de dar a você uma vista panorâmica na missão dos pais. É uma tarefa em constante mudança!
Seu filho não é o único que está crescendo. Você cresce também com ele.
Tudo isto bem compreendido, nos ajuda a viver com mais paciência e compreensão da vida e, assim, aceitar o seu ciclo natural da vida, diminuindo os conflitos internos e externos, trazendo mais harmonia em nosso lar!

O autor de Eclesiastes diz assim:'Tudo tem seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu: Há tempo de nscer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou (Ecl 3:1-2)

Os pais precisam desenvolver a habilidade de identificar o momento de aprendizagem, aquele período fugaz de tempo em que a criança está pronta para aprender uma tarefa que precisa ser ensinada.


Até breve, no amor do Santo dos Santos!
Qzia Tbt

Nosso ORKUT

Ainda sobre diálogo...


...Ao percerbermos que a relação conjugal não significa um mero relacionamento humano, mas um relacionamento Divino, pois simboliza a união de Cristo e a Igreja, nós nos tornamos muito mais exigentes. Como Jesus pode se unir a uma noiva que não tem intimidade com ele?Da mesma forma que isso é impossível, também são impossíveis de aceitar fatos como o casamento aberto, onde ambos se entregam a outras pessoas, como um simples lazer, ou entregue à paixões.

O casamento é uma união para toda a vida.Para isto, devemos cuidar bem para que haja QUA-LI-DA-DE!Para que vivamos bem um com outro!E isto inclui TODA A FAMÍLIA!

Este ensinamento bíblico parece muito severo, mas é o ideal para nossa vida.

Algumas características individuais do companheiro - ou companheira- talvez não lhe agradem, e você até já tem pensado que depois do casamento tudo irá mudar. No entanto casamento não tem a função de mudar ninguém em sua essência. Vocês sempre serão assim como são, embora saibamos que com o tempo muitas de suas características poderão se adaptar à nova realidade de vida - e Deus também pode efetuar grandes milagres de transformação.

Conversem o máximo que puderem, procurem o máximo de ajuste entre vocês. Treinem o máximo o diálogo, fazendo dele uma prática para toda a vida.

Falar, descarrega energia e elabora os pensamentos. Esta é uma ótima ferramenta para organizar idéias, pensamentos... 'arrumar a casa' (mas, é claro, con-ver-sar, não gritar, se exasperar...)

Por hj é só... e treinem bastante!

No amor Daquele que nos salvou!

Conversando se vai longe


A falta de diálogo entre os cônjuges tem sido o maior problema encontrado em nossos dias. O pior é que este mal, tem a tendência de se expandir por toda a família.
Viver é fácil!Conviver é difícil!
Conviver é estar ligado, totalmente envolvido. O casamento é esta mistura!
Biblicamente, o casamento é um organismo vivo; são dois numa só carne: o homem se encaixa na mulher e vice-versa. Mas há diferenças, é claro!
Toda e qualquer diferença, entretanto, deve ser resolvida com uma conversa... simples assim!
Convide, atraia seu cônjuge para uma conversa e, por mais indesejável que seja o assunto, aborde com mansidão, calma e estratégias (peça à Deus que Ele dá). Siga o exemplo de Ester...
Por hoje é só.... continuamos depois.
No amor do Cordeiro,
Quezia Tebet

Área reservada aos pesquisadores de plantão

Devemos ser pais

Vídeos que edificam

Loading...

Seguidores

Artigos que encontrei

O sentimento patriótico
A Educação do Patriotistmo
Patriotismo - auto-avaliação das virtudes humanas
Levantar o ânimo das pessoas
A desordem moral e a desmotivação na escola
Amamentação dos bebês e saúde bucal
A liberdade como superação
Theatro Municipal do Rio de Janeiro - Cem anos de história - Entrevista com a Primeira Bailarina – Ana Botafogo - Por Wellen de Barros
A III Guerra Mundial
Luta contra as drogas, de Fábio Henrique Prado de Toledo na Coluna "Assuntos de Família"
Estudo mostra que televisão limita o diálogo entre mães e filhos
Casamentos arruinados - Estudo detalha os altos custos econômicos do divórcio
Quem tem medo de amar?, de Floriano Serra na Coluna Crônicas da Vida a Dois
As dimensões da sexualidade, de André Gonçalves Fernandes na Coluna "Lanterna na Proa"
Brasileiro cria técnica para criar modelos de feto em 3D a partir de imagens do ultrassom
A verdadeira mãe workalcoolic
Artigos recentes
A importância do Pai - II
A geração profissional pós-crise: Novo desafio na gestão de pessoas
Veja um vídeo muito legal sobre Bodas de Casamento
Os responsavéis pela educação, por João Malheiro
Uma nova seção em nosso Portal: Família & Educação
Por uma renovação cultural, de Eduardo Gama na Coluna "Poemas e Canções"
11 conselhos para ensinar as crianças a pensar
Liberdade e Dor, de André Gonçalves Fernandes na Coluna "Lanterna na Proa"
A mágica do tempo
Amor e Chantilly, de Floriano Serra na coluna Crônicas da Vida a Dois
Os filhos e as brigas dos pais, por Fábio Henrique Prado de Toledo na Coluna "Assuntos de Família"